Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Medo bobo

Talvez seja a cor da tua pele, nego Que me enlouquece desse jeito Talvez seja o teu sorriso bobo Que não sai da minha cabeça Ou quem sabe o jeito que a gente se tem na cama Quem sabe? Mas eu nem quero mais saber apenas desses encontros casuais Por que você não vem e fica? Ver um filme e comer pipoca Minhas pernas por cima das suas Sua mão dentro da minha blusa Passar a noite e tomar café da manhã No outro dia Vamos pegar uma praia no sábado que vem Você me dá a mão pr'eu entrar no mar É que cê sabe, eu tenho medo de me afogar Mas arrisco um ou dois mergulhos Se você na vida se arriscar e mergulhar em mim O nosso medo, baby, nós perdemos juntos

Últimas postagens

Tempo pra quê?

Sobre saber o que se quer

Um mar: você

Um apego